sexta-feira, 29 de junho de 2018

Projeto do mês–Crochê com lã


Este projeto da Márcia, Bruxinha do Blog Poções de Arte, é super importante. Todo mês, dia 29, tem um projeto. Venha participar.
BANNER - POÇÕES DE ARTE
Estou voltando, parei de participar porque não estava com nenhum projeto.
Agora tenho o Projeto “crochê de lã no Inverno”.
Comprei muita lã quando fui à Austrália no fim do ano.
E voltei a crochetar depois de anos parada.
Faço peças simples em lã, para doar, presentear e também para vender.

Vamos às fotos:
Essas fiz nos últimos quinze dias.
20180629_132312

Essas fiz para minha neta australiana
IMG-20180331-WA0013
IMG-20180331-WA0010
IMG-20180331-WA0011
IMG-20180331-WA0012

Essa dei de presente para uma amiga.
20180419_160435
Obrigada pela visita, quero saber sua opinião, pode deixar um comentário?


Atualizando conforme postagem das participantes da BC:

Márcia – Projeto palestra



Sandra -  Garrafinhas

Jussara - Vários projetinhos

Tiane - Trapiche





segunda-feira, 25 de junho de 2018

Um passeio pela serra

Há anos não ia à Teresópolis.

Eu e husband resolvemos dar um passeio no fim de semana do meu aniversário (25/5). Veio a greve dos caminhoneiros e então adiamos para dia 8/6.

Procuramos pousadas pela internet, vimos muitas, com locais e preços bem diferentes.

Escolhemos a Pousada Botania, muito bem localizada, em frente a famosa Feira do Alto e com um preço bem interessante.

Fomos na sexta pela manhã e voltaríamos no domingo.

Viajando com a névoa na serra e friinho que eu queria.

20180608_170622

20180608_151221


Entrada para o Estacionamento.

Muitas plantas e quadrinhos adoráveis.

20180608_120020

Varanda da Pousada

20180609_103635


IMG-20180608-WA0007


Passeio pelo Shopping (pequeno mas com bastante lojas, preços ótimos)


Vista da janela da suíte, de manhã, Pedra do Sino…

20180609_081240

IMG-20180614-WA0002


Praça à noite

20180612_202142


Praça(sem as barracas da Feirinha, que só funciona sábado e domingo).

20180613_140656


Encontro com minha amiga de longa data, Renata, conversamos, matamos saudades, trocamos lembrancinhas. Foi muito bom.

Foto na Recepção da Pousada

20180610_124926


Eu queria ver névoa, neblina e usar minhas roupas de frio (que ficam guardadas, porque aqui só faz calor). Quando vem frio, fica poucos dias, não passa de 18 graus.

Então, subimos a serra com uma neblina leve, adorei.

Chegamos lá com névoa e chuvinha fina.

Dias lindos, céu azul, friinho gostoso e depois …. calor.

Passeamos, fomos aos shoppings, ao cinema (assistimos Oito mulheres e um Segredo), subimos ladeiras para conhecer novos lugares. Pegamos ônibus (super tranquilo, apesar de bem cheio de estudantes) para ir ao Centro (Várzea). Calçada da Fama, muitas lojas, principalmente de tênis, com preços ótimos.


Quando chegou domingo, que viríamos embora, soubemos que ia ter na 3ª feira, um jantar à luz de velas, comemorando o Dia dos Namorados. Não perderíamos uma noite dessas, não é? Conversamos e tivemos um preço muito bom para ficarmos mais. Foi uma noite linda, com nossa suite enfeitada com pétalas de rosas.

Música ao vivo, voz e violão, bem romântico.

20180612_235209

Cardápio selecionado com delícias.

Nossa suíte com pétalas de rosa e bombons (a Alessandra sabe decorar e agradar os hóspedes). E tudo azul turquesa! Adivinha se gostei? rsrs

20180612_131745

Depois, 4ª feira, era dia do aniversário do Antonio, dono da Pousada.

Nos convidou para o almoço (feijoada) em que viriam os parentes e amigos próximos dele.

IMG-20180613-WA0001

Nos sentimos honrados pelo convite e …… claro que participamos.

Dia lindo, com um sol quente. Teve o TRIO  tocando muita música boa.

20180613_130805 (1)

Dançamos, nos divertimos muito, até à noite.

E, claro, na 5ª feira, dia de vir embora. Que pena!

20180614_122212

Nos sentimos em casa na Pousada, o Antonio e a Alessandra são muito atenciosos e simpáticos.

Foi perfeita nossa estada lá.

Pretendemos voltar mais vezes e levar alguns amigos.

Na Pousada sempre tem eventos ótimos, restaurante com delícias, pessoas atenciosas, vale a pena conhecer.

Encontrei uma cidade mais tranquila, não vi violência, nem “moradores” de rua. Andei por ladeiras, ônibus, tranquilamente sem medo.

Poderia ficar lá por um mês, teria muitos passeios ainda por fazer.

Quem sabe um dia?

Obrigada pela visita, volte sempre.

domingo, 17 de junho de 2018

sexta-feira, 1 de junho de 2018

A solidão de seus pais


Uma amiga mandou para meu WhatsApp e estou compartilhando aqui no meu blog.

Escrito pela jornalista Ruth de Aquino.

Chorei, afinal é muito tocante essa leitura.

SOLIDÃO


“Engole... Engole! É só água. Tua boca tá cheia d’água. Engole. Então cospe. Aqui, cospe. Cospe!

Ouvi de dentro de meu apartamento. Logo acima do play. Só poderia ser uma cuidadora de idoso ou uma babá de criança. Fui à varanda. Vi uma senhora numa cadeira de rodas, bem vestida e elegante, com um chapéu para proteger do sol. E a cuidadora uniformizada. Não havia agressão física. A cuidadora apenas dava ordens impacientes.

Pensei no que pode ter sido a vida daquela mulher. Cresceu, estudou, amou, trabalhou, teve filhos, viajou, discutiu, chorou, riu. Como todos nós, uns mais, outros menos. E agora estava ali, à mercê de alguém sem preparo e sem sensibilidade para perceber que ela não fazia de propósito. Simplesmente desaprendera ou não conseguia mais deglutir. Por falta de coordenação central e motora.

Pensei se eu gostaria de estar viva nas condições dessa senhora no playground. Não gostaria. Por autoestima, por amor próprio e para não dar trabalho aos outros. Não parece vida.

Uma saída para abreviar uma existência sem prazer, compreensão e autonomia é o testamento vital. Esse documento já é previsto em vários países, ainda não foi legislado no Brasil. Precisa ser assinado com testemunhas, enquanto estivermos ativos e conscientes. O testamento vital define os limites para tratar uma doença sem cura, uma demência irreversível. A ideia é não ficar refém de tubos, internações sem fim, dores agudas. Ou até da fria solidão. “Haverá outro modo de salvar-se? Senão o de criar as próprias realidades?”, escreveu Clarice Lispector.

Hoje, grande parte de minha geração tem pais muito idosos. Mais ou menos lúcidos. Mais ou menos dependentes. Com frequência, nas famílias, apenas um filho se responsabiliza de verdade pelo pai ou pela mãe, os outros são figurantes. Essa função nos obriga a tomar atitudes para as quais nunca nos preparamos. Não há curso nem manual. Somos testados em nossa generosidade e compaixão.

A primeira-ministra britânica Theresa May criou em janeiro o Ministério da Solidão para enfrentar “a epidemia oculta da sociedade moderna”: idosos que não têm ninguém ou, pior, que são ignorados por seus filhos. Não recebem visitas, não ganham presentes nem beijinhos. Irritam os filhos por dar trabalho, por ficar doentes, por não escutar direito, por esquecer, por desaprender de conversar ou até de deglutir. Os velhos percebem quando os filhos não desejam mais sua companhia. Uns se envergonham de pedir atenção. Outros protestam, carentes. E muitos desejam, nesse momento, morrer. Não conseguem engolir a solidão.

A psicóloga Ana Fraiman é dura com o egoísmo de filhos e netos convictos de que bastam algumas poucas visitas, rápidas e ocasionais, para ajudar no bem-estar dos mais velhos. Muitas vezes, “os abandonos e as distâncias não ocupam mais que algumas quadras ou quilômetros que podem ser vencidos em poucas horas.” Ana percebe que nasceu uma geração de pais órfãos de filhos vivos. “Pais órfãos que não se negam a prestar ajuda financeira. Pais mais velhos que sustentam os netos nas escolas e pagam viagens de estudo fora do país. Pais que lhes antecipam herança. Mas que não têm assento à vida familiar dos mais jovens, seus próprios filhos e netos, em razão, talvez, não diretamente de seu desinteresse, nem de sua falta de tempo, mas da crença de que seus pais se bastam”.

Uma providência para quem deseja morrer com dignidade é viver com dignidade. Uma das formas de viver com dignidade é amar quem se dedicou a nós. Demonstrar em pequenos gestos. Você já comprou um ovo de Páscoa para seu pai ou sua mãe neste domingo?”

(Ruth de Aquino é jornalista)

Obrigada pela visita, volte sempre.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

BROWNIE–Rápido e delicioso

Este blog não é só de culinária. É de variedades.

Mas, a pedidos, coloco a receita desta delícia.


BROWNIE NA TRAVESSA

Ingredientes:

300g margarina ou manteiga

02 xíc. (chá) chocolate em pó fino (sem açúcar)

02 xíc. (chá) açúcar fino

01 xíc. (chá) farinha de trigo (sem fermento)

04 ovos inteiros

Numa panela, fogo baixo, derreta a manteiga.

Junte o açúcar e o chocolate (peneirados).

Mexa bem, deixe derreter, sem ferver. DEIXE ESFRIAR.

Bata os ovos inteiros, com um garfo, numa tigela.

Junte à mistura do chocolate (já frio).

Acrescente a farinha. Misture muito bem, com fouet.

Tabuleiro 23 x 35, untado e enfarinhado.

Forno preaquecido.

Assar no médio (180º)  por 20 minutos.

Servir quentinho com sorvete de creme ou flocos.

Pode polvilhar um pouco de chocolate granulado por cima, para finalizar.

Winking smile

É tão gostoso que não resisto em repetir rsrsr

Obrigada pela visita, volte sempre.

Technorati Tags: ,,

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Meu niver–que dia mais feliz

Hoje, 25 de maio é meu aniversário.

Adoro fazer niver, desde criança eu sinto que o dia é só meu.

Bolo margaridas 2018

Eu ia viajar neste fim de semana com meu Husband, para comemorarmos juntos (sempre juntos).

Resolvi adiar (já com tudo preparado) por causa dessa greve dos caminhoneiros, que praticamente parou o país. 

Mas, vida que segue… já marquei para outro fim de semana.

 BOLAS

Quero de presente saúde, paz e a companhia das pessoas queridas da minha vida.

BOLO niver morango

Leve sua fatia, que lhe ofereço com muito carinho.

Obrigada pela visita, volte sempre.

Birthday cake

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Frango especial–fácil

Adoro frango e faço de várias maneiras, mas essa é especial mesmo.


20180506_120831

Você vai precisar de:

Peças de frango (usei 3 peitos em filés grossos)

03 copinhos de iogurte natural (usei desnatado)

01 maço de salsa, bem picadinha

03 colh. (sopa) de azeite extra fino

03 dentes de alho amassados

02 colh. (sopa) de orégano

01 colh. (sopa rasa) de sal

Suco de um limão taiti (grande)

Raspas do mesmo limão


Misture tudo numa vasilha.

Depois coloque num saco plástico grande, junto com os pedaços do frango.

Feche o saco, tem que ficar bem vedado, para não entornar.

Vire o saco plástico para todos os lados, para que os temperos se misturem bem com os pedaços de frango.

Coloque dentro de uma vasilha e deixe na geladeira por uma noite.

Na manhã seguinte, ligue o forno 180º no médio (no meu é o nº 4).

Forre uma assadeira com papel manteiga, coloque todo o conteúdo que ficou na geladeira. Espalhando bem.

Deixe no forno por 40 minutos, espete o frango e veja se está macio.

Se estiver, aumente o forno para 200º (no meu é 3), para dourar o frango, por uns 15 minutos.

Fique por perto, observando, para não queimar.

Prontinho!  Super delicioso.

Obrigada pela visita, volte sempre.